29/12/2012

- UGP

As vezes eu paro pra pensar, porque estamos fazendo tanto isso. Porque não podemos sorrir e sermos amigos? Porque relembrar de momentos que não deram certo? A gente pode se falar, rir, discutir, brincar, tantas coisas. Faço o que você quiser. Temos todo tempo do mundo, vamos deixar levar. E não ficar tentando acertar sempre quando as coisas não param de dar errados. Eu só queria estar com você; sorrindo, brigando. Tudo isso faz parte. Claro que tem vezes que o ciumes bate no peito, de não ser você abraçando do jeito que você quer… Queria. Também tem aquelas horas em que você quer contar algo, mas depois pensa e pensa e acha que não seria uma boa ideia, por vários motivos, e a maioria das vezes é pela falta do “nós”, mas pra que mudar? Se não podemos fazer o “nós”, vamos apenas deixar acontecer. A vida ir andando naturalmente; eu com você, e você comigo.                                       (a.d)

Nenhum comentário:

Postar um comentário